A água de coco é muito recomendada e consumida no Verão. Por esta razão, a Rede de Vigilância Sanitária e Ambiental (Revisa) da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vem intensificando as inspeções nos estabelecimentos que comercializam o produto e alerta à população sobre os cuidados que devem ser observados na hora da compra.

Ascom/SMS

Segundo a coordenadora da Revisa, Graça Barros, a água de coco é um alimento e demanda cuidados como todos os outros. “Como todo alimento, quando mal conservado e contaminado, pode causar riscos ao organismo humano, provocando doenças. Por isso, a Vigilância Sanitária alerta para os cuidados na hora de adquirir a água de coco”, frisou.

A gerente de Alimentos, Laila Garcia Moreno Resende, detalha os cuidados que as pessoas devem ter: observar a aparência do coco, se está limpo, se não há nenhuma sujeira aparente; ver se os utensílios como o facão e o funil se estão limpos, olhar as mãos do manipulador, que devem ser higienizadas antes de abrir o coco. “Tem que observar a condição sanitária do estabelecimento como um todo, se está limpo, organizado, não pode ter acúmulo de coco no chão e não pode haver sujeira”, informou. 

Laila acrescenta que as condições sanitárias do estabelecimento devem estar de acordo com a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 216/2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que dispõe sobre Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação.

“Havendo alguma inadequação, nós concedemos prazo, geralmente de 30 dias, a depender da gravidade das inadequações. Se for algo mais urgente, que apresente um risco imediato à saúde do consumidor, nós damos um prazo menor e, a depender, se for crítico, podemos até interditar”. 

Laila Garcia Moreno Resende, gerente de alimentos.

O gerente de Alimentos e Serviços Veterinários da Revisa, Juliano Pereira, enfatizou sobre a importância do envasamento da água de coco na presença do cliente. “Se a pessoa compra a água de coco e ela já vem engarrafada sem rótulo, não deve ser adquirida. O coco deve ser aberto e a água deve ser envasada na presença do consumidor. A água que é envasada na ausência do consumidor deve atender um padrão de embalagem, de rotulagem, e deve possuir o registro no Ministério da Agricultura”, ressaltou.

De acordo com Juliano, a única água de coco que é permitida vender nas garrafas sem identificação é aquela envasada no momento da compra. “O coco é aberto, a água é retirada e entregue ao cliente. Se a pessoa chega e a água já está lá armazenada e a garrafa não tem identificação, a recomendação é que não compre”, reforçou

A recepcionista Mônica Soares, 27, se acidentou quando bateu o joelho na quina da cama. Ela reclamou de dores e ficou mancando por alguns minutos até que o trauma melhorasse. Foi quando indicaram uma compressa com gelo no local da pancada. “Foi uma dor muito forte porque a minha cama é de madeira e me disseram para fazer uma compressa de gelo no local da pancada, que já estava vermelho e muito inchado. Foi uma receita simples e que deu um resultado muito bom, pois o joelho melhorou rápido e sem sequelas”, contou.

Fisioterapeuta Gizelle Martins / SES

 De acordo com a fisioterapeuta do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), unidade gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), Gizelle Martins, as compressas feitas com água quente e com gelo são as mais indicadas em casos de traumas provocados por quedas e pancadas. O gelo porque tem ação anestésica e ajuda a reduzir o hematoma no local atingido, já a compressa quente ajuda a aumentar a circulação sanguínea e é mais indicada para ser usada em uma distensão muscular ou uma dor mais crônica.

 “Na fisioterapia, a gente acaba usando muito a compressa de gelo e as compressas quentes que são tratamentos baratos e muito eficazes. A crioterapia, que é o uso do gelo no tratamento terapêutico, geralmente é feito com o uso da bolsa de gelo de 20 a 25 minutos e sempre lembrando de proteger a região abaixo para evitar alguma queimadura. Quando o paciente chega com uma dor aguda, a gente opta pelo gelo. Já a compressa quente, a gente utiliza para uma lesão mais crônica e para diminuir espasmo muscular, contratura e sempre respeitando esse tempo”, explicou a fisioterapeuta.

 Caso os sintomas de um trauma não desapareçam em no máximo sete dias, mesmo com a utilização das compressas, é necessário consultar um médico para que seja verificado o grau da lesão e a partir daí tratar com um processo de fisioterapia mais específico ou uma cirurgia.

 A fisioterapeuta orienta, também, a tomar alguns cuidados importantes na aplicação das compressas quentes e frias. “Quando as pessoas forem fazer uso das compressas de gelo e de calor, devem tomar alguns cuidados principalmente para pacientes diabéticos por causa da redução da sensibilidade. Temos que estar em alerta na região que for utilizar o gelo ou o calor, verificando se tem a sensibilidade diminuída para que não haja queimadura, além de evitar colocar em feridas abertas”, disse.

Quanto à combinação de ambos, existem casos em que é a melhor pedida no tratamento. É a terapia chamada contraste em que usa a aplicação alternada de compressas frias e quentes para contrair e dilatar seguidamente os vasos sanguíneos, aumentando a circulação no local afetado. A técnica é indicada para infecções, distensões, inflamação e dores de cabeça causadas por tensão nervosa ou muscular.  

O Estado de Sergipe tem um déficit mensal de R$ 50 milhões.

Pixabay

A receita mensal é de R$ 550 milhões. O Estado gasta mensalmente R$ 360 milhões e tem que arcar com R$ 100 milhões para a Previdência.

Com números assim, não tem Estado que se aguente.

7up7down continua defendendo a redução em cerca da metade da máquina, com o Estado cuidando somente da Administração, Planejamento, infraestrutura, Segurança Pública, Educação e Saúde, Arte e Cultura.

Sem demitir servidores, que não têm culpa alguma da quebradeira, o Estado tem que aprender a viver como vive responsavelmente quem toma conta de uma casa, sem gastar mais do que arrecada.

Se a Previdência é problema, a culpa não é dos aposentados e pensionistas, nem a previdência é a única responsável pela quebradeira.

É necessário reduzir em cerca da metade o tamanho da máquina, sem demitir, sem prejudicar servidores, aposentados e pensionistas.

A segunda-feira trouxe muitas novidades nos bastidores políticos. A disputa pela presidência da Alese ainda pega fogo. Confira o que é discussão em todo o estado:

Arquivo | Rede Alese

“Não me conhece”

Alessandro Vieira criticou Luciano Barreto, da Celi, e afirmou à Universo Político que o empresário “comanda grupos políticos em Sergipe” e que “não gosta de independentes que não rezam na cartilha dele”. Em resposta, Luciano disse que Alessandro não o conhece e que não sabe dos projetos sociais que desenvolve em benefício da população sergipana. Ainda afirmou que não comanda nenhum grupo politico e que suas obras são requisitadas por diversos órgãos, não só pelo Governo.

Gilmar defende

“Luciano Barreto, pra mim, é como se fosse meu segundo pai”, diz Gilmar em artigo publicado nesta segunda, 28, no 7up7down. Gilmar registrou a sua admiração pelo dono da Celi.

Liminar favorável

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, concedeu liminar autorizando o presidente da Assembleia Legislativa a assumir novo mandato e, consequentemente, disputar nova eleição para presidente da Mesa Diretora da Casa no próximo dia primeiro de fevereiro.

Zezinho x “Chapa pronta”

Zezinho Guimarães não aceita e se rebela contra o que chama de “chapa pronta”, que seria definida pelo governador Belivaldo Chagas. “Eu não quero nenhuma divergência nem com Luciano Bispo e nem com ninguém. Agora, eu não aceito é chapa batida, chapa pronta. Não aceito isso de eu sou o candidato a presidente, fulano de tal é o vice e beltrano, o primeiro secretário”, disse ao JL Política.

Problemas em barragem

A Agência Nacional de Águas divulgou uma lista de barragens com problemas em todo o país. Em Sergipe, a Barragem do Rio Poxim apresentou problemas estruturais e está na lista divulgada pela ANA.

Loterias

O prêmio da Mega-Sena acumulou. O prêmio estimado para o próximo sorteio, na quarta-feira (30), é de R$ 20 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país ou pela internet, no site Loterias Online.

Processo Seletivo de TI

A sede da Prefeitura de Aracaju realizou expediente neste sábado, 26, para recepcionar os candidatos aos cargos de Analista de TI e Técnico em Informática, que compareceram ao Centro Administrativo Prefeito Aloísio de Campos para fazer a entrega documental relativa ao Processo Seletivo Simplificado (PSS) que visa a contratação de profissionais de Tecnologia da Informação. A próxima fase do PSS acontece no dia 6 de fevereiro, quando será publicado o resultado provisório. Já o resultado final deverá ser divulgado no dia 15 do mesmo mês.


Nacional

SISU/MEC

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (28) o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), pela internet e pelo aplicativo do Sisu. Os estudantes que não foram selecionados podem participar da lista de espera a partir de amanhã (29).Aqueles que foram selecionados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio. (Agência Brasil).

Corpos de alpinistas encontrados

Os corpos dos alpinistas brasileiros Fabrício Amaral e Leandro Ianotta foram encontrados, na última sexta-feira, no monte La Silla, que antecede a subida do pico Fitz Roy, na Argentina. Os alpinistas, que pretendiam escalar o Monte Fitz Roy, no Parque Nacional Los Glaciares, na Patagônia, estavam desaparecidos desde o último dia 19 de janeiro. (Agência Brasil).

Cirurgia de Bolsonaro

A retirada da bolsa de colostomia do presidente Jair Bolsonaro começou às 6h30 de hoje (28). A operação está sendo feita no centro cirúrgico do Albert Einstein, em São Paulo, onde o presidente deu entrada no sábado (26). Há quatro meses, desde o ataque a facadas em Juiz de Fora, Minas Gerais, Bolsonaro utiliza a bolsa em seu corpo.

Brumadinho

Subiu para 60 o número de mortos na barragem da mineradora Vale em Brumadinho. Cerca de 380 pessoas foram localizadas, e 191 foram resgatadas e 292 permanecem desaparecidas.

________

Mande sua sugestão de pauta, crítica ou sugestão para daivietquocdandang.com@citiz.com. Não esqueça de deixar o seu comentário.

O vereador Thiaguinho Batalha, vice-presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, mesmo com o recesso legislativo, continua visitando órgãos municipais e buscando solucionar problemas cotidianos da população da capital.

Ascom | Thiaguinho Batalha

Durante a semana, esteve reunido com o presidente da CMA, onde discutiu a viabilidade do concurso para a Casa Legislativa municipal e projeta a realização ainda neste semestre. Também foi ao encontro do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira para entregar requerimentos para ações na Zona de Expansão.

Thiaguinho, preocupado com a Saúde Municipal, também visitou a secretária de Saúde, Waneska Barboza, onde levantou possibilidades para solucionar problemas por meio de parcerias público-privadas.

Morreu em acidente o subtenente RR Ailton, da Polícia Militar do Estado de Sergipe.

Na tarde deste domingo, 27, o militar perdeu o controle da direção de seu veículo, bateu na viga de proteção na ponte, na praia de Jatobá, na Barra dos Coqueiros.

Uma outra pessoa que estava no veículo também morreu.

Outras duas que estavam também no carro foram socorridas e levadas para o HUSE.

PM Sergipe

O coronel Vivaldy Cabral foi afastado do Comando do Policiamento da Capital pelo Comando da Polícia Militar.

Mesmo sendo irmão do comandante, Marcone Cabral, Vivaldy não foi informado dos motivos que provocaram seu afastamento.

O coronel Vivaldy está de férias até a próxima sexta-feira.

Na próxima sexta-feira, às 15h, deputados estaduais serão empossados na Assembleia Legislativa. Logo depois, haverá a eleição da Mesa Diretora. Ganhará quem tiver, no mínimo, 13 votos.

O atual presidente, Luciano Bispo (MDB), pode ser aclamado em nova vitória.

Divulgação / Alese

Entre os parlamentares, Zezinho Guimarães (MDB) se rebela contra o que chama de “chapa pronta”, que seria definida pelo governador Belivaldo Chagas (PSD).

Ao jornalista Jozailto Lima, Zezinho não deixou dúvida:

“Eu não quero nenhuma divergência nem com Luciano Bispo e nem com ninguém. Agora, eu não aceito é chapa batida, chapa pronta. Não aceito isso de “eu sou o candidato a presidente, fulano de tal é o vice e beltrano, o primeiro secretário”. E o resto? Tem o quê na Alese: 23 vagabundos? Outra coisa: quem disse que tem de haver interferência externa, de Executivo, Tribunal de Contas? Por que Jeferson Andrade tem que ser primeiro secretário a vida toda? Aquilo ali tem que se reciclar. Todo mundo tem interesse. Por que dizer que só tem um só?”.

Zezinho Guimarães (MDB)

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Nossa Senhora das Dores, detalha nesta segunda feira, 28, as investigações que resultaram nas prisões de Álvaro Pereira da Silva Melo, Antônio José Feitosa, Gleydson Vieira Bezerra e João Bosco Quintela Vieira Júnior; acusados de roubo e associação criminosa. O grupo agia em propriedades rurais de Cumbe, Feira Nova e Nossa Senhora das Dores.

Divulgação

Na oportunidade, os delegados Jonathas Evangelista e Marcos Garcia fornecerão detalhes sobre as prisões do grupo que agia de forma violenta agredindo fisicamente as vítimas e provocando terror durante a ação delituosa.  

Com eles, a Polícia apreendeu duas armas de fogo, sendo uma espingarda e um revólver calibre 38. A ação contou com o apoio das equipes da Coordenadoria da Polícia Civil do Interior (Copci), Coordenadoria de Operações de Recursos Especiais (Core) e Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol).

Cheguei em Aracaju em 1995, contratado para dirigir o jornalismo da Rede Jornal de Comunicação, que na época tinha emissoras de TV e de rádios na capital e no interior.

Em 1998, comecei a exercer o primeiro mandato como deputado estadual.

Passei longo tempo criticando o empresário Luciano Barreto, dono da Construtora Celi. Não o conhecia, mas já tinha profunda amizade com Dr. Vagner, proprietário da rede de clínicas Diagnose e hoje do Hospital Primavera, genro de Luciano.

Assessoria

Durante todo o período em que o critiquei, que fiz verdadeira campanha negativa, no rádio e no Parlamento, Dr Vagner, embora já um grande amigo, desde os primeiros dias de minha chegada a Aracaju, conversando comigo todas as semanas, jamais me pediu, ou até mesmo fez uma simples pergunta sobre as críticas que eu fazia ao seu sogro.

Soube depois que ele nada falava comigo sobre as críticas a pedido do sogro.

Somente depois de longo tempo, vi Luciano pela primeira vez, em uma entrevista que realizei com o empresário na rádio Jornal AM.

Aos poucos, fomos construindo uma sólida amizade, relação que se tornou depois, aos poucos, como se fosse de pai para filho. Desde quando trabalhava na Ilha FM, eu dizia publicamente que Luciano era (e continua sendo, cada vez mais) como se fosse meu segundo pai.

Revelei esse meu sentimento e gratidão várias vezes à minha família, com a responsabilidade de quem, minha mãe, desde a morte de meu pai, disse ao lado do caixão: “meu filho, com a partida de seu pai, você nunca esqueça de que é meu filho e irmão e pai de seus irmãos”.

Luciano Barreto nunca me criticou pelo trabalho que fiz quando não o conhecia, jamais me pediu para criticar quem quer que seja, nunca interferiu no meu trabalho, nas minhas amizades, nas minhas decisões pessoais e públicas.

Para não ir muito longe, quem o procurou várias vezes para ter meu modesto apoio nas eleições de 2018, sabe bem disso.

Jamais esqueço do dia em que o recebi no aeroporto, em Aracaju, destroçado pela morte de Luciano Barreto Jr, seu querido filho, e sei o quanto aquela dor eterna tem representado para sua vida.

Certa vez, ouvi de um amigo: “Luciano não é apenas amigo, ele sente nossas dores, participa de nossa luta para a solução de problemas, como se esses problemas fossem seus”.

E isso, apenas orientando, se envolvendo, conversando, sem recorrer ao dinheiro.

Sei que, para quem não conhece, pode até ser difícil acreditar, mas esse é Luciano Barreto, dono da Construtora Celi.

Não critico quem o critica, mas eu e ele sabemos porque o considero meu segundo pai.