7up7down

A Black Friday 2023 teve um desempenho abaixo das expectativas de vendas, conforme dados divulgados neste sábado, 25. Esta edição configura-se como a segunda pior da história no Brasil. O comércio eletrônico registrou cerca de R$ 3,4 bilhões em vendas, representando um ‘recuo’ de 15,1% em comparação com o ano anterior.

Black Friday – Paulo Pinto|Agência Brasil

A análise dos números, fornecidos pela plataforma Hora a Hora em parceria com a Confi.Neotrust e ClearSale, revela que o ‘fraco resultado’ pode ser atribuído ao comprometimento da renda da população com dívidas, somado a descontos abaixo do esperado.

Em contrapartida, empresas como Magazine Luiza e Mercado Livre conseguiram crescer, superando a média de desempenho.

Os meios de pagamento mais utilizados durante a Black Friday foram o cartão de crédito (56,5%), PIX (30,3%), boletos (8,2%) e e-wallet, cashback, débito e vales (5%). O gasto médio por compra foi de R$ 675,36.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O saldo positivo é que golpistas saíram perdendo, com uma diminuição nas tentativas de fraudes, que totalizaram 18,6 mil (!).

As categorias mais impactadas pelos golpistas foram ferramentas(2,7%),passagens aéreas (2,5%) e brinquedos (2%). Quanto aos produtos mais vendidos, os destaques foram eletrodomésticos(20,8%),eletrônicos (15,1%) e telefonia(11,9%).