7up7down

O governo federal autorizou a abertura de mais de 16 mil novas vagas em concursos públicos, além de preencher as vagas de concursos já realizados. De acordo com o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), ao longo do ano, já foram autorizadas ou abertas mais de 23 mil vagas para cargos públicos.

StockSnap / Pixabay

Confira a lista de concursos autorizados:

  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 8.141 vagas temporárias – níveis médio e superior; 895 efetivas – nível superior e intermediário;
  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI): 600 vagas – cargos transversais – nível superior; 150 vagas (EPPGG) – nível superior; 500 vagas – cargos transversais (ATPS) – nível superior; 
  • Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 900 vagas – nível superior;
  • Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI): 814 vagas – nível superior;
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra): 742 vagas – nível superior;
  • Fundação Nacional dos Povos indígenas (Funai): 502 vagas – níveis médio e superior;
  • Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: 440 vagas – nível superior;
  • Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz): 300 vagas – nível superior;
  • Ministério da Educação (MEC): 220 vagas – nível superior;
  • Ministério da Saúde: 220 vagas – nível superior;
  • Ministério das Relações Exteriores (MRE): 130 vagas (100 anunciadas em junho, sendo 50 imediatas e 50 para cadastro reserva; 30 vagas em março para Itamaraty) – nível superior;
  • Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi): 120 vagas – nível superior;
  • Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE): 100 vagas – nível superior;
  • Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro): 100 vagas – nível superior;
  • Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit): 100 vagas – nível superior;
  • Banco Central: 100 vagas – nível superior; 
CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
  • Ministério da Justiça e Segurança Pública: 100 vagas – nível superior; 
  • Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA): 98 vagas – nível superior;
  • Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet): 80 vagas – nível superior;
  • Agência Nacional de Aviação Civil (Anac): 70 vagas – nível superior; 
  • Comissão de Valores Mobiliários (CVM): 60 vagas – nível superior; 
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep): 50 vagas – nível superior;
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes): 50 vagas – nível superior;
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq): 50 vagas – nível superior;
  • Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam): 50 vagas – nível superior;
  • Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC): 50 vagas – nível superior; 
  • Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT): 50 vagas – nível superior; 
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel): 40 vagas – nível superior; 
  • Ministério da Fazenda: 40 vagas – nível superior; 
  • Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA): 40 vagas – nível superior; 
  • Agência Nacional de Saúde (ANS): 35 vagas – nível superior; 
  • Ministério de Minas e Energia (MME): 30 vagas – nível superior;
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq): 30 vagas – nível superior;