ASN

O Governo de Sergipe, por meio da Comissão de Licitação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e da Infraestrutura (Sedurbi), deu mais um passo em direção à construção da tão aguardada segunda ponte sobre o Rio Sergipe, que ligará os municípios de Aracaju e Barra dos Coqueiros. Nesta quinta-feira, 4, foi publicado o resultado da análise dos recursos interpostos pelos consórcios no processo de classificação das propostas técnicas para a licitação do Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA), a criação de Anteprojetos de Engenharia, além dos Estudos de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima).

Marcos Rodrigues|ASN

A nova classificação não apenas manteve a desclassificação de um dos consórcios, mas também excluiu outro, ficando agora com a participação de apenas dois consórcios. O próximo passo está marcado para o dia 10 de janeiro, quando serão abertas as propostas de preços.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

“É importante destacar que o projeto não se resume apenas à construção da ponte. Há também uma preocupação em minimizar impactos ambientais. O plano envolve pesquisas voltadas para a sustentabilidade e preservação do ecossistema na região, com o objetivo de criar um ambiente favorável ao crescimento sustentável e à melhoria da qualidade de vida da comunidade”, afirma o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura, Luiz Roberto.

O orçamento destinado a esse estudo de viabilidade técnica econômica e ambiental está fixado em R$ 13.260.237,45. O principal objetivo é estabelecer diretrizes e premissas para guiar a elaboração dos estudos e anteprojeto, sendo essas diretrizes interpretadas como indicativas.