SSP–SE|7up7down

Em investigação sobre crimes de estupro de vulnerável, exploração sexual infantojuvenil e produção, armazenamento e distribuição de cenas contendo as práticas criminosas, a Delegacia de Japaratuba instaurou uma investigação contra um policial militar de Sergipe. Na última quinta-feira, 25, uma ação conjunta entre as polícias Civil, Militar e Científica cumpriu mandado de busca e apreensão na residência do investigado, onde dispositivos foram apreendidos, e o laudo pericial constatou a prática dos crimes.

SSP

De acordo com as investigações conduzidas pela Delegacia de Japaratuba, a denúncia foi recebida pela unidade policial no dia 27 de novembro de 2023. As informações revelaram que o investigado possui fotos de uma menor de 13 anos sem roupas e sendo abusada sexualmente. A denúncia também informava que ele pagava para que as vítimas fossem levadas a uma suposta festa, onde ocorriam os crimes contra adolescentes.

Diante da gravidade das denúncias, a Delegacia de Japaratuba instaurou o inquérito policial. A unidade policial solicitou decisões judiciais de busca e apreensão na casa do investigado, que foram cumpridas pela delegacia, com o apoio da Divisão de Inteligência (Dipol), da Polícia Científica e da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE). A ação policial ocorreu na residência do investigado no Conjunto Brasil II, em Japaratuba.

Local onde os crimes eram cometidos|SSP

Na ação policial, foram apreendidos DVD, HD de computador, celular e um pendrive. Todo o material encontrado na ação policial foi encaminhado à perícia e, conforme o relatório pericial feito pelo Instituto de Criminalística (IC), foram encontradas provas materiais dos crimes de estupro de vulnerável e exploração sexual infanto-juvenil. Os exames periciais foram feitos tanto no local onde os itens foram apreendidos, quanto na sede do IC.

As investigações continuam em andamento para identificar eventuais vítimas e se há o envolvimento de outras pessoas nas práticas dos crimes de estupro de vulnerável e armazenamento, produção e divulgação de material em fotos ou vídeos contendo cenas de exploração sexual infanto-juvenil. Outras informações podem ser denunciadas à polícia por meio do Disque-Denúncia (181). O sigilo é garantido.


7up7down

O policial militar é um sargento. Foi preso e encaminhado para o Presmil – Presídio Militar.